Famosos alertam a população brasileira sobre a importância de se combater a hanseníase



array(4) { [0]=> string(92) "https://www.sbd.org.br/wp-content/uploads/2022/01/WhatsApp-Image-2022-01-21-at-18.27.12.jpeg" [1]=> int(1080) [2]=> int(906) [3]=> bool(false) }

Famosos alertam a população brasileira sobre a importância de se combater a hanseníase

21 de janeiro de 2022
WhatsApp-Image-2022-01-21-at-18.27.12.jpeg

As atrizes Tatiana Tiburcio e Claudia Mauro, Julia Gama (Miss Brasil 2020) e o tenente Pedro Aihara, porta-voz do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) declararam apoio à Campanha Nacional de Prevenção à Hanseníase – Janeiro Roxo, promovida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Em vídeos especialmente gravados para a iniciativa, eles emprestam sua imagem e voz para sensibilizar a população, os profissionais da saúde e os governantes para o desafio de enfrentar essa doença que ainda registra 30 mil novos casos por ano no Brasil.

“Os governantes devem fazer sua parte, oferecendo apoio ao treinamento para médicos e equipes de saúde que atuam no acolhimento dos pacientes. Além disso, deve garantir consultas, exames e remédios necessários ao tratamento. Por sua vez, a população pode ajudar muito, disseminando informações sobre essa doença e buscando ajuda médica em caso de sinais e sintomas”, alertou a atriz Tatiana Tiburcio. Em sua participação, ela chamou a atenção para a importância do diagnóstico e do tratamento precoces.

Preconceito – O combate ao estigma e ao preconceito relacionados à hanseníase também foram abordados pela campanha. “Isso é por conta da falta de informação. Em pleno século 21 ainda tem gente que trata a pessoa com hanseníase de forma estigmatizada. Possivelmente, quem age assim não sabe que o paciente com hanseníase em tratamento, que toma sua medicação, não transmite a doença. A hanseníase tem cura e pode nem deixar sequelas, se for diagnosticada e tratada precocemente “, enfatizou a atriz Claudia Mauro.

Por sua vez, o tenente Pedro Aihara ressaltou que pequenos cuidados fazem a diferença. “Saiba como prevenir doenças, como a hanseníase. No caso dela, o melhor a fazer é estar atento aos sinais e sintomas. Informe-se sobre eles no site da SBD. Em caso de suspeita, procure imediatamente ajuda médica”, explicou. Sua participação dialoga com o tema da campanha neste ano: “Precisamos falar sobre a hanseníase”.

Nervos – A hanseníase é uma doença infectocontagiosa, causada pela bactéria Mycobacterium leprae. Ela afeta primariamente a pele e os nervos periféricos. A transmissão acontece pelo ar. Entre os sinais e sintomas da doença estão: manchas esbranquiçadas, amarronzadas e avermelhadas, com perda ou diminuição da sensibilidade à temperatura, à dor ou ao toque. Também podem surgir caroços e infiltrações (áreas vermelhas elevadas).

O corpo também pode apresentar outras manifestações: sensação de fisgada, choque, dormência e formigamento nos membros. Os pacientes podem apresentar queda dos pelos, sensação de nariz entupido e diminuição da sensibilidade e/ou perda da força muscular dos pés e mãos, justamente pelo acometimento dos nervos periféricos.

O diagnóstico da hanseníase é essencialmente clínico, ou seja, o médico capacitado consegue diagnosticar a doença apenas pelo exame físico dermato-neurológico do paciente. O tratamento da hanseníase é feito com antibióticos, o que torna o paciente incapaz de transmitir a doença. Os medicamentos são fornecidos gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).





SBD

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Av. Rio Branco, 39 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20090-003

Copyright Sociedade Brasileira de Dermatologia – 2021. Todos os direitos reservados