Psoríase pode estar associada a doenças do sistema cardiovascular



Psoríase pode estar associada a doenças do sistema cardiovascular

19 de outubro de 2016
psoriaseeocoracao.jpg

A psoríase é uma doença inflamatória da pele, de evolução crônica e não contagiosa. Manifesta-se em diversos graus, do mais leve ao grave, passando pelo moderado. Em função de seu caráter sistêmico, suas manifestações podem ir muito além das lesões de pele que a tornam tão evidente. Ela é associada a diversas comorbidades, incluindo alterações articulares e do sistema cardiovascular. A manifestação extracutânea mais recorrente é a artrite psoriásica, que alguns especialistas não classificam exatamente como comorbidade, mas como uma manifestação da própria enfermidade.

'Considero uma manifestação da doença, pois o componente imunológico é o mesmo, a agressão que acontece na pele é a mesma que acontece na articulação. O resto é tudo consequência", avalia o dr. Paulo Oldani Felix, dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). 

Já a comorbidade considera doenças que acontecem juntas e aparecem com uma incidência maior numa determinada população. Nesse grupo de comorbidades estão incluídos hipertensão, diabetes e obesidade – trio que forma a chamada síndrome metabólica, cuja manifestação aumenta exponencialmente o fator de risco cardiovascular. A psoríase também está relacionada à depressão, alcoolismo, tabagismo, a alguns tipos de câncer ? de pulmão, de faringe, além de doenças inflamatórias intestinais, como retrocolite interativa, cuja incidência é bem maior na população com psoríase e vice-versa.

Segundo Ricardo Romiti, coordenador do Grupo de Psoríase da SBD, no passado se classificava a psoríase como uma doença exclusiva da pele e das articulações. Na atualidade, sabemos que principalmente as formas ditas moderada a grave da psoríase possuem alta associação com outras manifestações. Torna-se essencial que o paciente com psoríase seja periodicamente investigado quanto aos níveis pressóricos e glicêmicos, avaliação dos índices de colesterol e triglicérides bem como monitorização do sistema cardiovascular.

Hábitos de vida saudável, evitar vícios como cigarro e etilismo e manter o corpo em forma são também essenciais para o bem-estar do paciente com psoríase.





SBD

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Av. Rio Branco, 39 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20090-003

Copyright Sociedade Brasileira de Dermatologia – 2021. Todos os direitos reservados