Bronzeamento artificial pode causar dependência, diz estudo



Bronzeamento artificial pode causar dependência, diz estudo

22 de abril de 2010

Comprovadamente prejudicial à saúde da pele, de acordo com dados a Organização Mundial de Saúde, o bronzeamento artificial também pode causar dependência. É o que diz um estudo norte-americano publicado no “Archives of Dermatology”, realizado com 229 pessoas que usavam o aparelho 23 vezes por ano, em média. Elas responderam a um questionário adaptado que avalia o vício em álcool e maconha – 160 apresentaram critérios de dependência.

‘Apesar de nossos esforços para alertar sobre os perigos para a saúde associados às radiações de raios UV, artificiais ou não, se observa um progressivo aumento do número de jovens e adultos que recorrem ao bronzeamento artificial’, afirmam os autores da pesquisa.

No Brasil, a prática foi proibida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária em novembro do ano passado, medida aprovada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia. Mas, desde então, algumas liminares vem permitindo a prática em alguns lugares do país.





SBD

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Av. Rio Branco, 39 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20090-003

Copyright Sociedade Brasileira de Dermatologia – 2021. Todos os direitos reservados