SBDcast esclarece dúvidas sobre a Síndrome pós-finasterida



SBDcast esclarece dúvidas sobre a Síndrome pós-finasterida

12 de maio de 2021
sitesbdcast12-05.jpg

Estudos realizados ao longo de décadas demonstram que a finasterida é uma droga segura, com efeitos colaterais raros e transitórios. No entanto, mais recentemente, vem ganhando bastante notoriedade os debates a respeito da chamada “Síndrome pós-finasterida”, um vasto conjunto de sintomas (sexuais, neuropsiquiátricos e físicos) que perduraria por meses, mesmo após a suspensão do medicamento.

CLIQUE AQUI PARA OUVIR O PROGRAMA NA ÍNTEGRA

Para esclarecer as dúvidas a respeito desse assunto controverso, o SBDcast recebeu Ana Francisca Junqueira Ribeiro Pereira, dermatologista pelo Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (HC/UFMG) e mestre em Ciências da Saúde do Adulto. Durante a conversa, com moderação de Geraldo Magela Magalhães, 1º secretário da entidade, ela ressaltou que a comunidade científica observa com cautela as pesquisas sobre essa suposta “Síndrome”.

Vítimas – “Curiosamente, esses estudos são sempre realizados pelos mesmos grupos, que geralmente são financiados por associações de pacientes autodenominados ‘vítimas da finasterida’. Os resultados são díspares e nem de perto são semelhantes aos observados nas pesquisas de outros centros”, adianta. Na sua avaliação, outro aspecto curioso é que dentro do corpo clínico dos autores desses estudos não há urologistas ou dermatologistas, especialistas habitualmente responsáveis por prescrever a finasterida.

O SBDcast é um serviço de atualização exclusivo para os associados. A iniciativa foi elaborada pela Gestão 2021-2022 no intuito de auxiliar os dermatologistas em seus estudos, de maneira prática e rápida, sempre discutindo conteúdos atuais e úteis à rotina diária dos especialistas. Para conferir edições anteriores, basta acessar a área do associado no site ou o aplicativo da SBD.

 





SBD

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Av. Rio Branco, 39 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20090-003

Copyright Sociedade Brasileira de Dermatologia – 2021. Todos os direitos reservados