Eventos da SBD no Rio Grande do Sul fecham programação com discussões sobre profissão, ética e inovação



Eventos da SBD no Rio Grande do Sul fecham programação com discussões sobre profissão, ética e inovação

5 de novembro de 2019
sbdrs-20.jpeg

No último dia dos eventos organizados pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), no Rio Grande do Sul, exposições e debates trataram de diferentes temas de interesse dos especialistas. As palestras abordaram aspectos do trabalho de defesa profissional, coordenado pela entidade; de formas éticas de uso das redes sociais; e de inovações técnicas e científicas com o intuito de aperfeiçoar os procedimentos oferecidos nos consultórios. 

A atualização da defesa profissional foi o tema da palestra do presidente da SBD, Sérgio Palma, no sábado (2/11), durante o encerramento do IV Simpósio Internacional de Cabelos e Unhas, da 27ª Jornada Sul Brasileira de Dermatologia e da 44ª Jornada Gaúcha de Dermatologia, em Gramado (RS). 

“Estamos atuando fortemente contra a invasão de competências em nossa especialidade. Constantemente, estamos nos reunindo com parlamentares e representantes do Ministério da Saúde, Ministério Público e Poder Judiciário a tomarem providências imediatas contra a realização de procedimentos estéticos invasivos por pessoas sem formação médica”, destacou.

Na oportunidade, ele ainda falou sobre “Abordagem e condução do paciente com complicação de tratamentos estéticos realizados por não médicos. Durante as atividades, Palma esteve acompanhado por outros três membros da diretoria nacional da SBD: Mauro Yoshiaki Enokihara (vice-presidente), Cláudia Carvalho Alcântara Gomes (secretária-geral) e Egon Luiz Rodrigues Daxbacher (tesoureiro). 

Outro tema tratado no mesmo dia foi a utilização das redes sociais por médicos a fim de divulgar seu trabalho. O assunto foi apresentado pelo coordenador médico de Mídia Eletrônica da SBD, Maurício Amboni Conti (foto acima), na conferência “Imagem nas mídias sociais: como fazer de forma ética? ”.

“Nas redes sociais, o médico precisa falar de problemas que podem ajudar a sociedade e não de si próprio. Não há um engajamento ao mostrar foto do médico. Independente de qual rede social é possível praticar o que pode ser chamado de “olha para isso” ao invés de “olha para mim”. O importante é falar sobre o que é relevante para o paciente”, explicou.

Outros temas – Na sequência, o cirurgião plástico David Sena falou da tecnologia digital aplicada à gestão de consultórios e a médica Ana Paula Manzoni discorreu sobre novos procedimentos em cosmiatria. 

Também houve discussões em torno de questões científicas. Aproximadamente um terço das crianças com dermatite atópica moderada e grave apresentam alguma alergia alimentar associada. O alerta foi feito durante palestra da Magda Blessmann Weber, membro da Comissão Científica da SBD. 

A médica reforçou que dietas restritivas não devem ser aplicadas de rotina para tratamento por não apresentarem benefícios, salvo em casos com alergia comprovada. Outro aspecto é a mudança cultural nos tempos atuais, na qual os pais superprotegem as crianças impedindo a criação de anticorpos.

“O contato das crianças pequenas ocorre mais tarde e há relato de casos de crianças que são criadas naquilo que chamamos de “bolha”, acabam tendo alergias que podem até mesmo evoluir para quadros de anafilaxia, por conta de não terem sido “vacinadas” contra alguns alérgenos”, afirmou.

Os sinais de alerta para diagnóstico de linfomas cutâneos foi o tema da assessora do Departamento de Fotobiologia, Tatiana Basso Biasi. “O linfoma cutâneo não é tão frequente quanto os outros, mas não deixa de ser importante. Podem se apresentar como manchas na pele avermelhadas que descamam e alguns pacientes podem ter coceira. Geralmente é um diagnóstico que demora para ser feito porque os sintomas se confundem com outras doenças”, salientou.

O bloco teve aula também dedicada a atualização em vacinas, com André Avelino Costa Beber; diagnóstico diferencial de lesões pigmentadas em crianças, com Thaís Corsetti Grazziotin e manejo dos tumores e malformações vasculares nos pacientes pediátricos, com Flávia Pereira Reginatto.

O IV Simpósio Internacional de Cabelos e Unhas, a 27ª Jornada Sul Brasileira de Dermatologia e a 44ª Jornada Gaúcha de Dermatologia foram uma realização da SBD, em parceria com a Secção RS (SBD-RS).

Com informações da assessoria de imprensa SBD-RS





SBD

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Av. Rio Branco, 39 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20090-003

Copyright Sociedade Brasileira de Dermatologia – 2021. Todos os direitos reservados