Ar seco no inverno pode agravar a psoríase; veja como enfrentar



Ar seco no inverno pode agravar a psoríase; veja como enfrentar

14 de julho de 2016
arseco.jpg

Não é o ar frio do inverno que agrava os sintomas de psoríase. O que provoca o aumento das crises é o ar seco, o uso de ar-condicionado, aquecedores e o uso de casacos e roupas pesadas. Além disso, os dias ficam mais curtos, reduzindo a exposição ao sol. Veja como enfrentar o inverno sem crises.

Evite aquecedores O uso de aquecedores em ambientes fechados resseca o ar, reduzindo a umidade.

O ar seco pode aumentar a coceira e até mesmo ampliar a área de lesões Use um umidificador de ar Sempre que possível, mantenha os ambientes úmidos com um umidificador de ar. Uma outra maneira simples de tornar os locais menos secos é deixar uma bacia com água em um dos cantos do cômodo.

Escolha uma vasilha grande: quanto maior a superfície de água em contato com o ar, melhor será o efeito. Vista-se bem Casacos pesados podem piorar as crises de psoríase.

Se o frio apertar, use sempre uma camiseta de algodão debaixo de roupas de lã, couro e outros materiais pesados. Hidrate sem parar O uso de hidratante na pele deve ser mais constante.

No entanto, consulte um dermatologista antes de aplicar qualquer produto sobre a pele. Só o especialista poderá indicar o melhor para cada caso. Exponha-se ao sol com frequência Procure manter um horário do dia reservado para o banho de sol.

Os raios ultravioleta ajudam a reduzir a descamação e a inflamação.





SBD

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Av. Rio Branco, 39 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20090-003

Copyright Sociedade Brasileira de Dermatologia – 2021. Todos os direitos reservados