Uso exagerado de antibióticos pode ser prejudicial à saúde



Uso exagerado de antibióticos pode ser prejudicial à saúde

22 de setembro de 2010

Pessoas com acne estão abusando dos antibióticos. Os problemas maiores são automedicação e consumo desregrado de drogas, segundo dermatologistas ouvidos pela reportagem do jornal Folha de S. Paulo.

Segundo Omar Lupi, presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia, é comum que as pessoas comecem a tomar antibióticos para acne por conta própria, seguindo tratamentos de amigos: ‘Brasileiro tem mania de automedicação. Quem tem que receitar o antibiótico é só o médico’.
A dermatologista Denise Steiner lembra que muitos dos antibióticos comumente receitados contra a acne, como os que usam a eritromicina por base, podem ser os mesmos que combatem infecções nos pulmões e na bexiga, por exemplo.

De acordo com Steiner, muitos pacientes fazem uso prolongado desses medicamentos, por mais de um ano, sem respeitar a dosagem prescrita, o que pode acabar criando resistência não só ao tratamento da pele, como às medicações indicadas para outros problemas, como os respiratórios.
Andréia Mateus, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, também vê um risco na associação desmedida entre os antibióticos de via oral com aqueles de uso tópico (aplicados na pele): ‘O mau uso pode criar resistência às bactérias combatidas por ambos os medicamentos. Deve haver cautela ao misturar os usos.’

Segundo a dermatologista, o uso oral de antibióticos, em casos de acne leve, é prática comum, embora deva ser evitada.





SBD

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Av. Rio Branco, 39 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20090-003

Copyright Sociedade Brasileira de Dermatologia – 2021. Todos os direitos reservados