Uso de computador apaga impressões digitais



Uso de computador apaga impressões digitais

22 de maio de 2010

A família de Cátia Franceschini, 45 anos, está planejando uma viagem e precisa que o filho Lucca, de 12 anos, tire a carteira de identidade. Para isso, ela o levou, há algumas semanas, até um posto da Polícia Civil (PC), mas ele não conseguiu o documento pela falta de impressões digitais. O problema é até comum, mas a surpresa foi a explicação dada por um dos funcionários.

‘A atendente disse que as digitais estavam desgastadas provavelmente pelo uso do computador. E ainda disse que tem sido comum casos como esse. Nunca ouvi nada parecido e nem meus amigos’, conta Cátia. Pode parecer estranho, mas os especialistas afirmam que o atrito dos dedos com o computador pode agravar a situação.

‘O uso de muitas horas das teclas provavelmente produz uma alteração. O atrito na polpa digital vai afinar ou deixar mais espessa a pele e isso depende das atividades nas quais as pessoas estão envolvidas’, explica o secretário da Sociedade Brasileira de Dermatologia no Estado, Carlos Jaques Mazzei Ferreira.

Para a dermatologista Karina Mazzini, o uso contínuo do computador pode ser uma das causas para a falta de impressões digitais, mas não é a principal explicação. ‘É comum isso acontecer com os jovens porque eles praticam muitos esportes. O contato com a bola e atividades na piscina geralmente comprometem as digitais. Até mesmo quando eles ficam em contato com aditivos químicos; em trabalhos escolares isso acontece’, afirma a médica.

Mas é possível recuperar a pele. A dermatologista acredita que um tratamento de seis meses seja o ideal. ‘Existem cremes específicos para o tratamento, por isso nada de pomadas ou remédios caseiros’.

Das 15 mil pessoas que solicitam a identidade por mês, 2% não possuem impressões digitais. ‘É necessária uma nova coleta porque, se as digitais são classificadas com erro, não haverá como identificá-la no banco de dados, que possui mais de 3 milhões impressões’, explica a chefe do Departamento de Identificação da Polícia Civil, Etelvina de Lana Encarnação.

SEM REGISTRO

300 pessoas – Essa é a média de pessoas, mensalmente, que não conseguem registrar as impressões digitais no Departamento de Identificação da Polícia Civil

COMO É O PROCESSO DE COLETA

Carteira de Identidade:
O documento é feito no Departamento de Identificação (DEI) da Polícia Civil

Procedimento:
A pessoa deve ir a qualquer um dos postos da Polícia Civil, que estão localizados em Vit&oac…





SBD

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Av. Rio Branco, 39 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20090-003

Copyright Sociedade Brasileira de Dermatologia – 2021. Todos os direitos reservados