SBD participa de debate sobre mudanças na Residência Médica em decorrência da Covid-19



SBD participa de debate sobre mudanças na Residência Médica em decorrência da Covid-19

18 de maio de 2020
diadeatendimento2dez.jpg

Os chefes de Serviços Credenciados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), responsáveis pela condução de Programas de Residência Médica (PRMs), estão sendo convidados pela diretoria da entidade a encaminharem suas observações sobre minuta de nota técnica que está sendo elaborada no âmbito do Ministério da Educação e que trata de ajustes na condução dessas atividades. As mudanças estão sendo propostas em decorrência da pandemia de Covid-19. 

“A Diretoria da SBD, com o suporte da Comissão de Ensino da entidade, continuará a monitorar o andamento dessa proposta. Queremos que a versão final esteja atenta às observações de residentes, preceptores e professores. Todo esforço será conduzido para manter o padrão de qualidade na formação dos especialistas, em especial no período de emergência epidemiológica que o País atravessa”, disse o presidente da SBD, Sergio Palma. 

A minuta da nota técnica, elaborada pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM), foi apresentada às diferentes sociedades de especialidades em encontro organizado pela Associação Médica Brasileira (AMB), em maio. Na oportunidade, a SBD, por meio de seu presidente e de integrantes da sua Comissão de Ensino, pôde discutir alguns dos pontos diretamente com Viviane Peterle, secretária-Executiva da CNRM.

O texto, que será objeto de discussões, visa orientar as Comissões Estaduais de Residência Médica (Cerem), as Comissões de Residência Médica (Coreme) e as Instituições de Saúde que ofertam Programas de Residência Médica (PRMs) com respeito aos procedimentos regimentares a serem implementados em decorrência da pandemia de Covid-19. 

No ofício com pedido de contribuições que a SBD encaminhou aos chefes de Serviço, a entidade sugere uma avaliação criteriosa sobre pontos que interferem na rotina dos PRMs. Dentre eles, constam ajustes na distribuição das atividades, com relação à carga horária, levando-se em conta os cenários de prática voltados para o atendimento a pacientes com Covid-19; e a oferta de equipamentos de proteção individual aos residentes.

Também chamaram a atenção no encontro com a secretaria da CNRM, as propostas que tocam em temas como a presença de residentes que integrem grupos de risco, conforme definição do Ministério da Saúde, em áreas passíveis de contaminação pelo coronavírus; e o afastamento de médico residente em caso de suspeita ou confirmação de Covid-19. 

“A dermatologia possui cerca de mil residentes em formação. Obviamente, que alterações no fluxo das atividades dos PRMs devem ser resultado de diálogo e reflexão. Por menores que seja, trabalharemos para que as repercussões não causem prejuízos à qualidade da formação dos especialistas”, ressaltou Palma. 

 





SBD

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Av. Rio Branco, 39 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20090-003

Copyright Sociedade Brasileira de Dermatologia – 2021. Todos os direitos reservados