Em projeto online, SBD promove debate aberto para a população sobre dermatite atópica



Em projeto online, SBD promove debate aberto para a população sobre dermatite atópica

20 de setembro de 2020
noticialiveaberta23-09.png

Muitos comportamentos da população relacionados à saúde são influenciados pelas crenças a respeito de uma doença ou de seu tratamento. Recentemente, com o incremento da internet e de múltiplas fontes de informação, as chamadas fake news também têm causado estrago, levando as pessoas a decisões equivocadas. Para ajudar profissionais, pacientes e familiares que sofrem com a dermatite atópica a obterem informações confiáveis e oficiais, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) promove um amplo debate sobre o tema.

Nessa semana, na quarta-feira (23/9), acontece o primeiro de uma série de encontros virtuais que falarão dessa doença.  A abordagem inicial será sobre os mitos e verdades relacionados à dermatite atópica, com um diferencial: a transmissão do evento online será pelo canal da entidade no YouTube, permitindo que não médicos possam acompanhar as discussões e tirar suas dúvidas.

ASSISTA AQUI À LIVE

O debate começará às 17h, na mesma data dedicada à conscientização sobre a dermatite atópica. A atividade, com transmissão gratuita, é organizada pela SBD e conta com o apoio da AbbVie. Além desse evento, a Sociedade tem realizado ao longo do mês outras ações para marcar a comemoração, como a divulgação de textos sobre o assunto para a imprensa e a publicação de peças gráficas com mensagens educativas em suas redes sociais.
 

Convidados – No centro das discussões, estarão dois convidados especiais: Clarissa Prati, assessora do Departamento de Dermatologia Pediátrica da SBD; e Guilherme Muzy, médico dermatologista e voluntário do Ambulatório de Psoríase da Santa Casa de São Paulo. A mediação será feita pelo presidente da SBD Sérgio Palma, que também é preceptor do Centro de Estudos Dermatológicos do Recife (Ceder).

O médico enfatiza que esse projeto específico, apesar de ser voltado para a população leiga, ajudará aos especialistas que participarem a entenderem melhor como essa doença é vista por pacientes e familiares. “Certamente, ouvir os relatos, as dúvidas e as questões encaminhadas, ajudarão no nosso preparo para acolher essas pessoas em nossos consultórios, sendo mais assertivos pelo conhecimento da percepção comum”, aposta Palma.

Com esse projeto especial, a SBD reforça seu investimento em ações educativas em torno de ações relevantes para a especialidade. Conforme destacou o presidente da SBD, “a Gestão 2019-2020 vem trabalhando nesse sentido junto aos seus associados e a sociedade civil, tocando em questões de interesse, num processo que contribui para a melhora de nossa performance”.

 

 





SBD

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Av. Rio Branco, 39 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20090-003

Copyright Sociedade Brasileira de Dermatologia – 2021. Todos os direitos reservados