Em defesa da ética e da justiça



Em defesa da ética e da justiça

18 de março de 2016

O Plenário do Conselho Federal de Medicina (CFM) aprovou por aclamação nesta quinta-feira (17/3), nota pública que, entre outros pontos, manifesta seu repúdio à ações que dificultem investigações em casos de suspeita de irregularidade e conclama os médicos e a população à luta pelo restabelecimento da ordem jurídica no país.

Confira a seguir.

NOTA EM DEFESA DA ÉTICA E DA JUSTIÇA

Diante das circunstâncias governamentais e políticas que abalam os pilares do Estado Democrático de Direito na República, o Conselho Federal de Medicina (CFM), autarquia que representa os mais de 400 mil médicos brasileiros:

1. repudia qualquer ação que impeça ou dificulte as investigações da Polícia Federal, do Ministério Público e as decisões da Justiça no combate à corrupção no País;

2. entende que nenhum cidadão ou autoridade pode ser beneficiado por subterfúgios para desvios de competências judiciais, constitucionalmente firmadas, em absoluto detrimento dos princípios da legalidade e da moralidade;

3. conclama os médicos e a população ao engajamento na luta pelo restabelecimento da ordem jurídica determinada na Carta Magna e indispensável à reconstrução da Nação.

Brasília, 17 de março de 2016.

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA





SBD

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Av. Rio Branco, 39 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20090-003

Copyright Sociedade Brasileira de Dermatologia – 2021. Todos os direitos reservados