Descoberto na Europa vírus semelhante ao Ebola



Descoberto na Europa vírus semelhante ao Ebola

11 de novembro de 2011

Cientistas norte-americanos e espanhóis descobriram o primeiro vírus do tipo filovírus nativo da Europa. Os filovírus, que incluem os bem-conhecidos Ebola e Marburg, estão entre os patógenos mais mortais para os primatas, humanos e não-humanos.

Eles são geralmente encontrados no Leste da África e nas Filipinas.

A nova descoberta expande a distribuição geográfica natural dos filovírus, mostrando que eles podem ser mais comuns do que se acreditava.

O novo patógeno, similar ao Ebola, foi chamado de vírus Lloviu (LLOV). Ele foi encontrado em morcegos no nordeste da Espanha, causando a morte dos animais.

As mortes dos animais foram registradas em 2002 na França, Espanha e Portugal, mas só agora os cientistas conseguiram rastrear suas causas em cavernas nas regiões de Astúrias e Cantabria.

‘A detecção deste novo filovírus na Espanha é intrigante porque ele está completamente fora de sua área de ocorrência descrita anteriormente. Precisamos verificar se existem outros filovírus nativos da Europa e, mais importante, se e como eles causam doenças,’ disse Gustavo Palacios, um dos autores da identificação do Lloviu.

Os morcegos têm um papel importante na polinização das plantas, espalhando sementes e controlando populações de insetos. Com isto, patógenos que atacam as populações de morcegos podem ter consequências importantes tanto ecológicas quanto indiretamente para a saúde do homem, que pode passar a ser mais atacado por insetos.

Os filovírus normalmente não deixam os morcegos doentes, mas a equipe de pesquisadores detectou o vírus Lloviu apenas em morcegos que tinham morrido e cujos tecidos mostravam sinais de uma resposta imune. Outros 1.300 morcegos saudáveis não apresentavam o Lloviu.





SBD

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Av. Rio Branco, 39 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20090-003

Copyright Sociedade Brasileira de Dermatologia – 2021. Todos os direitos reservados