Dermatologistas orientam sobre doenças tropicais no Bem Estar Global em Manaus



Dermatologistas orientam sobre doenças tropicais no Bem Estar Global em Manaus

22 de setembro de 2017
bemestarglobalam.jpg

 

Dermatologistas da SBD da Regional AM participaram do Bem Estar em Manaus, nesta sexta-feira (22/9), em Ponta Negra, das 7h às 13h. Na Tenda da Pele, aproximadamente 420 pacientes receberam orientações sobre doenças tropicais ligadas à dermatologia, como a leishmaniose, hanseníase, além das manifestações cutâneas da dengue, zika e chikungunya. Os casos detectados foram encaminhados para acompanhamento nos ambulatórios credenciados pela SBD no Amazonas. Atuaram na ação residentes dos Serviços de Dermatologia da Fundação Alfredo da Matta, Fundação de Medicina Tropical do Amazonas e Hospital Universitário Getúlio Vargas.

“Este trabalho envolve toda uma equipe de médicos dermatologistas, residentes e acadêmicos de medicina para examinar e ao mesmo tempo orientar os pacientes com relação à prevenção, além do serviço de exame. É uma importante prestação de serviço à população, já que hoje somos 111 dermatologistas no AM e as pessoas aproveitam essa oportunidade para um primeiro olhar do dermatologista”, comentou a presidente da Regional Amazonas, Monica Nunes.

Pacientes com suspeitas de doenças como a psoríase e o câncer da pele também tiveram prioridade no atendimento. Oito casos de câncer da pele foram diagnosticados, dos quais dois serão operados já amanhã no Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Delphina Rinaldi Abdel Aziz.

“O atendimento foi rápido e preciso. Neste sábado, minha mãe [80 anos de idade] fará um procedimento de retirada de câncer da pele, algo que normalmente demoraria de 4 a 5 meses na rede pública de saúde para uma resolução”, disse Neuza Souza Silva, de 54 anos. 

 

Com manchas no braço e na coxa que geram muita coceira, José Francisco Vieira, 61 anos, aproveitou a ação para tentar identificar o problema com um dermatologista. “Fui encaminhado para uma avaliação mais precisa da coceira e fiquei muito satisfeito com a qualidade das informações que recebi dos especialistas”, disse. “Quero agradecer pela atenção, organização e tratamento humanizado para essas doenças tão estigmatizadas”,  afirmou a professora Lucilene Barbosa , 42 anos. 

Folhetos explicativos sobre doenças tropicais com a chancela da SBD foram distribuídos pelos especialistas durante o evento. Além da presidente Mônica Nunes, a ação contou com a presença da assessora de pesquisa da SBD-AM, Silmara Pennini.

 





SBD

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Av. Rio Branco, 39 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20090-003

Copyright Sociedade Brasileira de Dermatologia – 2021. Todos os direitos reservados