Creme anticelulite só ameniza problema de quem tem rotina saudável



Creme anticelulite só ameniza problema de quem tem rotina saudável

22 de dezembro de 2010

Se o potinho de cosmético não faz milagres nem mesmo em peles com celulite menos aparente, em casos extremos não traz efeito algum, explica o dermatologista Adilson Costa.

‘O creme não proporciona efeito imediato’, diz o dermatologista Adilson Costa

Especialistas afirmam que o creme anticelulite pode fazer efeito, porém os resultados só devem ter efeito após três meses de uso. Esse é exatamente o intervalo de tempo que separa as mulheres do verão, quando os efeitos estarão mais à mostra e à prova.

‘O creme vai agir como um tratamento. Ele não proporciona efeito imediato’, diz o dermatologista Adilson Costa, Coordenador do Núcleo de Pesquisa Clínica em Dermatologia da PUC-Campinas.

Contudo, o uso por um ano consecutivo, por exemplo, não produz resultados garantidos. Denise Steiner, dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), alerta que o produto não tem poder nenhum sozinho. ‘Ele é apenas um coadjuvante”, diz. O creme anticelulite, na opinião dos médicos, só ajuda a amenizar o problema de quem possui uma rotina saudável. Isso inclui alimentação balanceada e atividades físicas regulares, uma vez que alimentos e sedentarismo, ao lado de alterações de hormônios e genética, também são fatores responsáveis pelos indesejáveis furinhos na pele.

Se o potinho de cosmético não faz milagres nem mesmo em peles com celulite menos aparente, em casos extremos não traz efeito algum. Segundo Costa, figuram nesse grupo as pessoas muito acima do peso, com celulites muito antigas e níveis avançados do problema (são aqueles casos em que, mesmo sem fazer movimento, a celulite fica aparente, com aspecto similar à textura de um colchão). Nessas situações, é melhor procurar um médico. Só ele pode indicar o melhor tratamento, de acordo com o tipo de pele e o grau de celulite. ‘A tecnologia, hoje, oferece muitas soluções’, afirma Denise.

Há também a questão da variedade dos produtos contra a celulite. A dica é ficar de olho no rótulo. ‘Algumas substâncias têm efeito comprovado cientificamente, como as mais encontradas: a cafeína e a carnitina (ou carnitilina), que têm efeito lipolítico, o retinil palmitato, derivado do retinol, que melhora a superfície da pele, e a ginkgo biloba, que possui efeito anti-inchaço’, explica Costa. São esses ativos, assegura o médico, que fazem com que o produto permeie a pele. ‘Só não há como saber qual é a quantidade dessas substâncias nos produtos. Como isso faz parte da patente das marcas, elas não revelam’, explica.





SBD

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Av. Rio Branco, 39 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20090-003

Copyright Sociedade Brasileira de Dermatologia – 2021. Todos os direitos reservados