I Melanoma Day da SBD e I Simpósio de Dermatoscopia e Imagem da SBD mostram seus diferenciais na área



I Melanoma Day da SBD e I Simpósio de Dermatoscopia e Imagem da SBD mostram seus diferenciais na área

17 de maio de 2016
imagem-coringa-branco-800x600.jpg

melanomaday1dia79-edit_

Nos dias 13 e 14 de maio, o tratamento do melanoma – cujas principais causas são a genética e a exposição solar – foi discutido por experts nacionais e internacionais da área de dermatologia, em São Paulo. Idealizado pelo presidente da SBD, Dr. Gabriel Gontijo, o I Melanoma Day da SBD e I Simpósio de Dermatoscopia e Imagem da SBD ofereceu dois dias de programação intensa aos 400 participantes que puderam se atualizar cientificamente sobre o câncer da pele, tendo como principais temas as novas drogas em combinação com os medicamentos biológicos para o aumento na sobrevida em grupos de pacientes com melanoma, novos marcadores genéticos, testes prognósticos, terapias-alvo, tecnologia de ponta em recursos diagnósticos, a dermatoscopia e microscopia confocal na compreensão dos nevos, entre outros assuntos.

De acordo com o membro do Departamento de Oncologia, Luis Fernando Tovo, a SBD preocupou-se na atual gestão em valorizar o ensino da oncologia cutânea por meio de eventos que marcaram a agenda da nossa Sociedade, a começar pelo I Simpósio Internacional de Oncologia Cutânea ocorrido no ano passado, em Inhotim, Belo Horizonte. “O sucesso do evento nos motivou a consolidar esta iniciativa, com mais um importante encontro na agenda do Departamento de Oncologia Cutânea da SBD: o I Melanoma Day da SBD. O dermatologista é na maioria dos caso o primeiro à fazer o diagnóstico do melanoma – neoplasia que mais cresce estatisticamente no mundo, com comportamento extremamente agressivo e muitas vezes imprevisível, mais letal que qualquer outro tumor maligno sólido –, sendo nossa responsabilidade conduzir e, na maioria das vezes, liderar as equipes multidisciplinares que irão abordar o tratamento dos pacientes portadores dessa malignidade”, explica.

Embora pouco incidente, o melanoma representa cerca de 5% dos tumores cutâneos diagnosticados no Brasil, sendo 75% das mortes por câncer da pele causadas por ele. O evento contou com a presença de experts nacionais e exterior dos Estados Unidos, Europa e Argentina, que compartilharam suas experiências e conhecimentos com colegas do Brasil. “O I Simpósio de Dermatoscopia e Imagem da SBD superou todas as expectativas, tendo sido um evento bastante apropriado para a troca de informações científicas sobre o melanoma. Presenciamos um auditório cheio durante todo o evento, com um público altamente interessado e que pode desfrutar de temas de atualização no campo da dermatoscopia e imagem em dermatologia ministrados por dermatologistas experientes no assunto". 

A dermatologia brasileira, representada por seus palestrantes nacionais, demonstrou encontrar-se no mais alto nível de conhecimento. Destaque também aos convidados internacionais, Daniel Siegel (EUA), Giovanni Pellacani (Itália) e Gabriel Salerni (Argentina), que contribuíram por elevar ainda mais o nível do simpósio, opinião unânime de todos que participaram do evento. Ganharam os participantes e a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Parabéns a sua Diretoria, presidida pelo Dr. Gabriel Gontijo, por promover e abrir importante espaço à dermatoscopia e imagens em dermatologia”, relata Francisco Paschoal, também organizador do evento, satisfeito com o interesse demonstrado pelos participantes. O ponto alto do encontro foi a homenagem prestada ao dermatologista Reinaldo Tovo, um dos grandes nomes da dermatologia do país e do mundo, com 93 anos de idade e 66 anos de medicina.

melanomaday1dia134-edit_ melanomaday1dia111-edit_ melanomaday2dia201646edit melanomaday2dia201626edit





SBD

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Av. Rio Branco, 39 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20090-003

Copyright Sociedade Brasileira de Dermatologia – 2021. Todos os direitos reservados