SBD

Brasileiros

SBD

Estrangeiros

SBD

Centros Dermatológicos

SBD

Regionais

OU

Seja um associado

Conte com o apoio da segunda maior Sociedade de Dermatologia do mundo, tenha acesso a conteúdos exclusivos e um perfil profissional completo no site.

OR

Be an associate

Count on the support of the second largest Society of Dermatology in the world, have access to exclusive content and a complete professional profile on the site.

Notícias - Fique por dentro do mundo da Dermatologia.

Dicas e Cuidados

Veja o que são, como e por que se formam as incômodas olheiras

29/12/2010 12:00 Comuns, as olheiras se caracterizam pelo escurecimento da região em torno dos olhos. Formam-se até em crianças. Muitos convivem com elas sem problemas, mas outros, em especial quando têm também bolsas de gordura, flacidez e rugas na região dos olhos, se sentem diminuídos e às vezes sua autoestima despenca. Felizmente, o fenômeno já conta com tratamento eficaz. Fenômeno que incomoda muitas pessoas, a olheira se caracteriza pelo escurecimento da região em torno dos olhos. Não há estatísticas sobre o problema, mas se sabe que é comum. Pode formar-se em qualquer fase da vida de homens e mulheres, até em crianças. Manifesta-se em todas as raças, sendo mais frequente e acentuada, contudo, nos árabes. Quando aparece e não recebe tratamento, tende a agravar-se. São três as causas básicas das olheiras: deposição de pigmentos escuros produzidos pelos melanócitos – um tipo de célula da pele – nas células queratinosas existentes em torno dos olhos; pele fina demais, permitindo a visualização dos vasos capilares (vasinhos externos); e presença de vasos capilares tão exuberantes que sua coloração escura, que é dada pelo sangue, fica perceptível na pele. Uma quarta causa, pouco citada na literatura médica mas constatada no consultório, é a formação de uma espécie de ‘degrauzinho’ na pele abaixo dos olhos. Ele produz um pouco de sombra, que pode ser classificada como ‘pseudo-olheira’. A olheira tem traços familiares, ou seja, se uma pessoa a desenvolve, outras na família podem tê-la apresentado no passado ou virem a apresentá-la no futuro. A produção e a deposição de pigmentos escuros em torno dos olhos podem resultar da simples exposição ao sol; de tendência genética; da fricção ao limpar e/ou coçar demais a área em torno dos olhos; de respiração bucal, porque prejudica a irrigação e a oxigenação na região dos olhos; do ato de provocar o vômito pelos portadores de bulimia; dos distúrbios do sono; e do tabagismo, pelo fato de prejudicar a oxigenação e a irrigação sanguínea e ainda danificar os pequenos vasos na área dos olhos. Muita gente não dá importância a olheiras e convive com elas sem maiores problemas. Pessoas mais preocupadas com a estética, sobretudo em função de sua atividade profissional – nas últimas décadas, até uma parte dos homens -, ou as mais sensíveis e frágeis psicologicamente, porém, sofrem com o fenômeno, em especial quando apresentam outros problemas comuns em torno dos olhos, como flacidez, rugas e bolsas de gordura. Estas se acham feias, com o olhar cansado, envelhecidas, diminuídas e sua autoestima às vezes despenca. Pessoas que se sentem incomodadas com as olheiras devem consultar um dermatologista. Boa alternativa é buscar no site da Sociedade Brasileira de Dermatologia<...
Compartilhe:
   

Siga a SBD e fique atualizado.