Dermoabrasão



array(4) { [0]=> string(79) "https://www.sbd.org.br/wp-content/uploads/2021/10/manicure-mais-segura-5-10.jpg" [1]=> int(194) [2]=> int(194) [3]=> bool(false) }

Dermoabrasão

11 de outubro de 2021
manicure-mais-segura-5-10.jpg

O que é?

Procedimento que consiste no lixamento da pele para correção de alterações da sua superfície, como cicatrizes ou asperezas. Pode ser feito manualmente ou com o uso de aparelhos dermoabrasores (pequenas lixadeiras de alta rotação, semelhantes a um esmeril). O procedimento necessita de anestesia prévia e pode ser realizado no consultório ou em ambiente hospitalar, de acordo com as necessidades de cada paciente.

Após o procedimento, há vermelhidão e inchaço da pele, com formação de crostas nas áreas abrasadas e vizinhas. Essa vermelhidão é normal e esperada, e pode persistir por algumas semanas após o procedimento. O colágeno continua a sofrer remodelamento até seis meses após o procedimento, isso que dará uma melhora global na textura da pele. Esse colágeno será o responsável pelo preenchimento de rugas e cicatrizes, porém é preciso saber que a necessidade de retoques deverá ser reavaliada constantemente. É importante seguir as recomendações médicas de evitar a exposição solar e utilizar filtros físicos e químicos após o procedimento para evitar o risco de manchas na pele.

Indicação

Um de seus usos mais frequentes é no tratamento de cicatrizes de acne. Também é utilizado para correção de bordas elevadas em cicatrizes cirúrgicas e para tratamento de manchas solares (microdermoabrasão). A dermoabrasão também é indicada no tratamento de estrias.

 

dermoabrasao11-225x300 dermoabrasao21-225x300 dermoabrasao31-225x300





SBD

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Av. Rio Branco, 39 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20090-003

Copyright Sociedade Brasileira de Dermatologia – 2021. Todos os direitos reservados