SBD

Brasileiros

SBD

Estrangeiros

OU

Seja um associado

Conte com o apoio da segunda maior Sociedade de Dermatologia do mundo, tenha acesso a conteúdos exclusivos e um perfil profissional completo no site.

Envie sua proposta e seja um associado »

OR

Be an associate

Count on the support of the second largest Society of Dermatology in the world, have access to exclusive content and a complete professional profile on the site.

Submit your proposal and be an associate »

Notícias - Fique por dentro do mundo da Dermatologia.

Dicas e Cuidados

Fotoenvelhecimento – o que é, tratamentos e novidades

22/04/2010 02:39 80% da radiação solar de uma pessoa ocorre antes dos 18 anos de idade Num país tropical, como o Brasil, ter a pele bronzeada é sinônimo de beleza e saúde. Engano. O preço que se paga para ter um bronze é o fotoenvelhecimento cutâneo, causado pela exposição solar, que provoca ressecamento, alteração na textura e rugas na pele, além de outros efeitos indesejáveis. ‘Os prejuízos da exposição, principalmente na infância, está comprovado que 80% da radiação solar de uma pessoa ocorrerá antes dos 18 anos de idade, dado a exposição que a criança e o jovem tem em relação às suas atividades ao ar livre. Por isso, não adianta começar a usar protetor solar só quando for a praia ou piscina, o ideal é usar diariamente’, comenta Dra. Eliandre Costa Palermo, Vice-Presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD). Os perigos do sol para a saúde são reais. Por isso, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), em seu XXII Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica que será realizado no período de 21 a 25 de abril no Centro de Convenções Sulamérica, na cidade do Rio de Janeiro colocou o Fotoenvelhecimento como um dos principais temas a ser discutido em seu programa científico. Dra. Eliandre Palermo, também explica que, com o tempo, a pele fotoenvelhecida perde o brilho e a elasticidade, apresenta manchas e rugas finas ou profundas, pintas e sardas como manifestação inicial dos raios solares sobre a derme. ‘Além do envelhecimento, a exposição exagerada ao sol aumenta também o risco do câncer de pele, neoplasia que pode levar alguns anos para se manifestar’. É POSSÍVEL EVITAR O FOTOENVELHECIMENTO? ‘Ele pode ser evitado por meio da proteção solar, que precisa começar cedo, ainda na primeira infância. Recomenda-se o uso diário de protetor solar com FPS 15 ou mais nas áreas mais fotoexpostas do corpo, como rosto, pescoço, colo, braços e mãos, mesmo em dias frios, nublados ou chuvosos. O protetor precisa ser aplicado com 30 minutos antes da exposição ao sol, e deve ser reaplicado a cada duas horas. Na praia ou na piscina, não esqueçer de acrescentar o uso de chapéus, óculos escuros, camisetas ou guarda-sol, evitar se expor entre 10h e 16h, quando a radiação é mais forte. Mas o filtro solar deve ser aplicado em qualquer horário, mesmo nos momentos de menor risco’. TENDÊNCIA AO FOTOENVELHECIMENTO Apesar dos inúmeros cuidados para evitar o fotoenvelhecimento, pessoas de pele mais clara são as mais predispostas a sofrer danos mais intensos. No entanto, o fotoenvelhecimento é um problema que atinge pessoas morenas, mulatas e negras também, embora nesse grupo os efeitos possam ser menos acentuados. ‘Pessoas morenas que se exponham ao sol tem melanina com maior produção de grânulos e, assim, diante dos sinais do fotoenvelhecimento, são capazes de produzir mais colágeno. No entanto, quanto a maior a exposição, mais acentuado será o fotoenvelhecimento. E, no Brasil, temos uma população extremamente miscigenada. Assim, mesmo em pessoas negras, há componentes mais sensíveis, apesar da a…
Compartilhe:
   

Siga a SBD e fique atualizado.