SBD

Brasileiros

SBD

Estrangeiros

OU

Seja um associado

Conte com o apoio da segunda maior Sociedade de Dermatologia do mundo, tenha acesso a conteúdos exclusivos e um perfil profissional completo no site.

Envie sua proposta e seja um associado »

OR

Be an associate

Count on the support of the second largest Society of Dermatology in the world, have access to exclusive content and a complete professional profile on the site.

Submit your proposal and be an associate »

Cristo Redentor veste a camisa da campanha para conscientizar sobre o câncer de pele


O mundialmente conhecido Cristo Redentor está de braços abertos para o  #DezembroLaranja, Campanha do Câncer de Pele!!! Projeções e iluminações especiais vestem o monumento nesta quarta, 2 de dezembro, a partir das 19h A Iluminação especial do monumento marca a abertura da campanha promovida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) para conscientizar a população sobre o câncer de maior incidência nas pessoas. A iniciativa completa sete anos em 2020. A comunicação enfatiza que #CancerdePeleECoisaSeria e que a conscientização deve começar na infância. 

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), em 2020 os números de câncer de pele no Brasil são preocupantes. A doença corresponde a 27% de todos os tumores malignos no país, sendo os carcinomas basocelular e espinocelular (não melanoma) responsáveis por 177 mil novos casos da doença por ano. Já o câncer de pele melanoma tem 8,4 mil casos novos anualmente. “Os números de incidência do câncer de pele são maiores do que os cânceres de próstata, mama, cólon e reto, pulmão e estômago. Na campanha deste ano, queremos compartilhar conteúdo que seja útil às pessoas, de acordo com as peculiaridades e necessidades de cada uma, para isso contaremos com a participação e o engajamento dos médicos dermatologistas, que também fazem a diferença na hora de passar a informação segura”, afirma Dr. Sérgio Palma, presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

A campanha de 2020 destaca ainda que os hábitos de exposição solar na infância são capazes de influenciar tanto no envelhecimento quanto no desenvolvimento do câncer de pele. Por isso, é importante que os pequenos tenham conhecimento, desde cedo, da necessidade de cuidar da pele a partir de hábitos de fotoproteção, que incluem usar de óculos de sol e blusas com proteção UV, bonés ou chapéus, preferir a sombra, evitar a exposição solar entre 9h e 15h e utilizar filtro solar com FPS igual ou superior a 30, reaplicando a cada duas horas ou sempre que houver contato com a água.

O #DezembroLaranja conta com patrocínio da Johnson&Johnson, L’Oréal, Galderma e Nivea.

 

 

Compartilhe:
   

Siga a SBD e fique atualizado.