SBD

Brasileiros

SBD

Estrangeiros

OU

Seja um associado

Conte com o apoio da segunda maior Sociedade de Dermatologia do mundo, tenha acesso a conteúdos exclusivos e um perfil profissional completo no site.

Envie sua proposta e seja um associado »

OR

Be an associate

Count on the support of the second largest Society of Dermatology in the world, have access to exclusive content and a complete professional profile on the site.

Submit your proposal and be an associate »

Farmacodermia

Farmacodermia

Reação cutânea adversa a medicamentos. Qualquer efeito indesejado na pele, mucosas, cabelos e unhas, na sua estrutura ou função, desencadeado pelo uso de medicamento.

O que é? O que é?

Reação cutânea adversa a medicamentos. Qualquer efeito indesejado na pele, mucosas, cabelos e unhas, na sua estrutura ou função, desencadeado pelo uso de medicamento. É muito frequente e pode ocorrer por: excesso da dose do medicamento, efeito colateral, efeito tóxico, reação individual diferente do efeito terapêutico (idiosincrasia), por interação com outros medicamentos em uso ou, ainda, por reação alérgica.

Algumas reações não requerem efeito imunológico, ou seja, podem acontecer em qualquer pessoa e em qualquer idade. Outro tipo mais severo de reação a medicamentos é aquele no qual o efeito cutâneo se dá por reação alérgica. Este não depende da dose e surge em algumas pessoas que desenvolvem susceptibilidade a determinados medicamentos, ou grupo deles, mesmo que tenham tomado a medicação anteriormente  e não tenham desenvolvido efeito adverso algum.

 

Sintomas Sintomas

Em média, dois dias após a pessoa ter contato com o medicamento surgem manchas avermelhadas na pele, acompanhadas de coceira. As manchas podem comprometer toda a pele do corpo e a mucosa da boca e dos olhos. Nos casos mais graves, toda a pele se descola e há a necessidade de internação em unidade de terapia intensiva. Os rins e o fígado também podem entrar em falência.

Tratamentos Tratamentos

As primeiras providências são: a suspensão do medicamento em uso e a procura imediata de auxílio médico. Antialérgicos de uso comum não são totalmente eficazes. É necessário um tempo para a melhora completa até a eliminação total do remédio do organismo.

Prevenção Prevenção

Não é possível prever qual pessoa é alérgica a tal determinado medicamento. Porém, aquelas que já passaram por algum evento do tipo, devem evitar a exposição a qualquer remédio semelhante – que tenha o mesmo princípio ativo - ao que tenha dado início ao processo anterior. Importante: toda automedicação deve ser evitada.

Outros problemas e doenças de pele

Envelhecimento

Envelhecimento

O envelhecimento do organismo como um todo se relaciona com o fato das células somáticas do corpo começarem a morrer e não serem substituídas por novas, como acontece na juventude.

Leia mais...
Estrias

Estrias

Estria é uma atrofia tegumentar adquirida que surge quando as fibras elásticas e colágenas (responsáveis pela firmeza da pele) se rompem e formam “cicatrizes”.

Leia mais...
Larva Migrans

Larva Migrans

É uma infecção que atinge tanto adultos quanto crianças pela característica menos espessa da pele nessa faixa etária.

Leia mais...
Disidrose

Disidrose

Erupção sudoral súbita localizada nas mãos, mais frequentemente, e nos pés.

Leia mais...
Xeroderma Pigmentoso

Xeroderma Pigmentoso

Doença genética, não contagiosa, que afeta igualmente ambos os sexos e é caracterizada por uma extrema sensibilidade à radiação ultravioleta (presente nos raios solares).

Leia mais...
   

Siga a SBD e fique atualizado.