SBD

Brasileiros

SBD

Estrangeiros

SBD

Centros Dermatológicos

SBD

Regionais

OU

Seja um associado

Conte com o apoio da segunda maior Sociedade de Dermatologia do mundo, tenha acesso a conteúdos exclusivos e um perfil profissional completo no site.

OR

Be an associate

Count on the support of the second largest Society of Dermatology in the world, have access to exclusive content and a complete professional profile on the site.

Manter a autoestima ajuda no tratamento de psoríase


A psoríase é uma doença crônica que não tem cura, mas pode ser controlada com o tratamento correto. No entanto, muitos pacientes sofrem com depressão e baixa autoestima. Os sintomas da doença se manifestam na pele, em regiões como cotovelos, joelhos e couro cabeludo, o que evidencia as lesões. Mas cobrir a pele o tempo todo, pode piorar os sintomas. Manter a autoestima e não se intimidar ao deixar a pele à mostra são parte importante do tratamento. Veja como se proteger do preconceito e enfrentar a situação da melhor maneira possível.

 

1. Informação é o melhor remédio

A psoríase é uma doença relativamente desconhecida. Converse com seus familiares, amigos e colegas de trabalho. Explique os sintomas e deixe claro que não se trata de uma doença contagiosa;

2. Socialize

Tenha atitude positiva, e evite o isolamento. Se tiver dificuldades, procure associações ou grupos de apoio. Troque experiência com outros pacientes. Está comprovado que quem frequenta grupos de apoio responde melhor ao tratamento.

3. Não se compare

Tratamento produz efeitos diferentes em pessoas diferentes. Não se automedique. Procure um dermatologista para se informar sobre qualquer procedimento ou medicamento que acredite poder melhorar sua condição. Lembre-se que tratamentos sem comprovação científica não garantem resultados e podem colocá-lo em risco.

4. Roupas

Ao escolher suas roupas, o paciente com psoríase deve privilegiar o algodão, um tecido produzido com fibras naturais. Evite materiais que impedem a transpiração, como a lycra e o poliéster, por exemplo. Eles favorecem a proliferação de fungos. O conforto deve ser palavra de ordem. Escolha sempre peças que não limitem os movimentos. Roupas justas são desconfortáveis para os pacientes, porque atritam mais facilmente com a pele, podendo desencadear mais descamação e crises de coceira. No inverno, lembre-se de colocar uma peça de algodão sob os casacos de couro e de lã para evitar o contato direto da pele com materiais que podem ser alergênicos. Ao lavar as roupas, prefira sabão de coco ou neutro para evitar reações alérgicas. Evite amaciantes. Uma colher de vinagre na última enxaguada ajuda a amaciar as roupas. Além disso, o vinagre tem efeito bactericida. Mantenha a autoconfiança: evite cobrir as áreas afetadas pela doença sempre que possível. A psoríase não é contagiosa. A informação é a melhor arma para combater o preconceito.

5. Mantenha uma vida saudável

Cuide de sua alimentação, mantenha o peso adequado e evite álcool e cigarros. Ter um corpo saudável fortalece a imunidade e melhora a condição dos pacientes.

 

Controle a psoríase e não deixe que a doença o controle. A doença não tem cura, mas pode ser controlada, garantindo uma vida normal aos portadores.

 

 

 

Compartilhe:

Cuide da sua saúde com profissionais e serviços
credenciados pela SBD

Encontre um Dermatologista

Encontre um Dermatologista

Acompanhe sua saúde com um profissional
credenciado pela SBD.

Buscar profissionais
Centros de Serviços Dermatológicos

Centros de Serviços Dermatológicos

Encontre uma instituição credenciada pela
Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Buscar centros
   

Siga a SBD e fique atualizado.