SBD

Brasileiros

SBD

Estrangeiros

SBD

Centros Dermatológicos

SBD

Regionais

OU

Seja um associado

Conte com o apoio da segunda maior Sociedade de Dermatologia do mundo, tenha acesso a conteúdos exclusivos e um perfil profissional completo no site.

OR

Be an associate

Count on the support of the second largest Society of Dermatology in the world, have access to exclusive content and a complete professional profile on the site.

Notícias - Fique por dentro do mundo da Dermatologia.

Campanhas

SBD apoia Janeiro Roxo

A data principal desse período é 27 de janeiro, Dia Nacional de Prevenção e Combate da Hanseníase

10/01/2019 11:23

No Brasil, a hanseníase ainda é uma enfermidade comum. Em termos mundiais, o país é o segundo em casos da doença, com cerca de 30 mil novas vítimas a cada ano. Esse número pode ser ainda maior, já que a hanseníase muitas vezes é detectada tardiamente e pode deixar sequelas incapacitantes.

Para aumentar a visibilidade do tema e estimular o diagnóstico precoce, janeiro foi eleito como o mês de conscientização sobre a hanseníase. Conhecido como Janeiro Roxo, a campanha é apoiada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), por intermédio do Departamento de Hanseníase.

O objetivo é contribuir para o controle da doença com a divulgação e orientação dos médicos junto aos pacientes, convocando a população para participar das ações e explicando a importância do tratamento na fase inicial da doença.

Um vídeo com paciente adequadamente tratado e curado faz parte da campanha promovida pela SBD. No filme, veiculado pelo Espaço Itaú de Cinemas durante todo o mês de janeiro, Nilson dos Anjos (Canário), de 60 anos, conta que teve hanseníase, e após seguir o tratamento recomendado, hoje tem uma vida saudável. O tratamento da hanseníase – que tem cura – é feito com medicamentos disponibilizados gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).


A campanha da SBD também será divulgada em diferentes rádios do país, com destaque para os estados mais acometidos pela doença, além das redes sociais, jornal institucional, boletim e site, para esclarecer a população sobre como se transmite, como identificar os sintomas e como realizar o tratamento adequado.

O que é?
A hanseníase é transmitida por um bacilo por meio do contato próximo e prolongado entre as pessoas. Por atacar os nervos, o paciente pode ter diminuição da sensibilidade à dor, ao calor, ao frio e ao toque, além de apresentar manchas esbranquiçadas ou avermelhadas em qualquer parte do corpo.

A entidade mantém uma página com informações sobre a doença: http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/hanseniase/9/.

Ao suspeitar dos sintomas, procure uma unidade de saúde da família mais próxima ou um dermatologista nas unidades de saúde do SUS e, também, aqui no site da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Compartilhe:
   

Siga a SBD e fique atualizado.