SBD

Brasileiros

SBD

Estrangeiros

SBD

Centros Dermatológicos

SBD

Regionais

OU

Seja um associado

Conte com o apoio da segunda maior Sociedade de Dermatologia do mundo, tenha acesso a conteúdos exclusivos e um perfil profissional completo no site.

OR

Be an associate

Count on the support of the second largest Society of Dermatology in the world, have access to exclusive content and a complete professional profile on the site.


Cirurgia Micrográfica de Mohs

Cirurgia Micrográfica de Mohs

A cirurgia micrográfica de Mohs pode ser considerada a técnica mais refinada, precisa e efetiva para o tratamento dos tipos mais frequentes de câncer da pele.

O que é? O que é?

A cirurgia micrográfica de Mohs pode ser considerada a técnica mais refinada, precisa e efetiva para o tratamento dos tipos mais frequentes de câncer da pele. Por meio dela é possível identificar e remover todo o tumor, preservando a pele sã em torno da lesão.

 

O procedimento consiste na retirada do câncer da pele, camada por camada, e do exame de cada uma delas ao microscópio, até que se obtenha margem livre, ou seja, até a remoção completa do tumor (o nível de precisão e acerto pode chegar a 98%). Esta precisão é possível já que praticamente 100% das margens são checadas pelo microscópio, durante a cirurgia. Após a obtenção da margem livre, é realizada a reconstrução da ferida (resultante da “retirada“ do tumor).

 

Para a realização da cirurgia micrográfica de Mohs é necessário que o médico tenha conhecimento dos tumores, de histologia, de cirurgia, assim como de técnicas de reconstrução.

 

O nome cirurgia micrográfica relaciona-se ao mapeamento e orientação precisos realizados durante a cirurgia de Mohs, o que permite retirar o tumor e, ao mesmo tempo, o exame, conforme descrito acima. Já o Mohs vem em razão do nome do criador da técnica, Frederic E. Mohs, que a criou nos anos 1930. Contudo, com o desenvolvimento tecnológico na medicina, essa técnica sofreu grande transformação, em especial com o emprego do criostato, aparelho que permite congelar e realizar os cortes da pele, para que seja realizado o exame do tumor durante a cirurgia.

 

A cirurgia de Mohs nasceu e se desenvolveu dentro da dermatologia, motivo de orgulho para esta especialidade.

 

Indicações

 A cirurgia de Mohs é indicada para:

-Carcinomas basocelulares de risco aumentado para recidiva;

-Carcinomas espinocelulares (ou de células escamosas);

-Dermatofibrossarcoma protuberans;

-E alguns tumores mais raros de pele.

 

Ela pode ser indicada, também, para os carcinomas basocelulares considerados de baixo risco de recidiva, quando o objetivo for preservar a pele sã. Seja para reduzir o tamanho da cicatriz, como para áreas em que não existe pele em excesso para realizar a reconstrução, como ocorre, por exemplo, nas regiões auriculares (orelhas), nas pálpebras e na glande.

Outros Procedimentos Médicos

Eletrocauterização

Eletrocauterização

Leia mais...
Cirurgia Micrográfica de Mohs

Cirurgia Micrográfica de Mohs

A cirurgia micrográfica de Mohs pode ser considerada a técnica mais refinada, precisa e efetiva para o tratamento dos tipos mais frequentes de câncer da pele.

Leia mais...
Peeling Físico

Peeling Físico

Leia mais...
Criocirurgia

Criocirurgia

Criocirurgia, também conhecida como crioterapia, é um processo terapêutico baseado no tratamento de lesões pelo frio.

Leia mais...
Cauterização química

Cauterização química

Termo médico utilizado para descrever a aplicação de uma substância cáustica ou ácida sobre uma lesão, com o objetivo de removê-la.

Leia mais...
Ver todos os procedimentos médicos
   

Siga a SBD e fique atualizado.