SBD

Brasileiros

SBD

Estrangeiros

SBD

Centros Dermatológicos

SBD

Regionais

OU

Seja um associado

Conte com o apoio da segunda maior Sociedade de Dermatologia do mundo, tenha acesso a conteúdos exclusivos e um perfil profissional completo no site.

OR

Be an associate

Count on the support of the second largest Society of Dermatology in the world, have access to exclusive content and a complete professional profile on the site.


Fotossensibilidade

Fotossensibilidade

É uma reação incomum de sensibilidade extrema da pele quando exposta à luz do Sol ou a fontes luminosas artificiais, induzidas por substâncias químicas.

O que é? O que é?

Fotossensibilidade  é uma reação incomum de sensibilidade extrema da pele quando exposta à luz do Sol ou a fontes luminosas artificiais, induzidas por substâncias químicas. As reações podem se instalar em menos de 30 minutos ou até após dias, e podem deixar marcas e lesões nas áreas expostas à luz e nas áreas cobertas, nos casos mais severos, dificultando o diagnóstico, quando isto ocorre. Geralmente, ela pode ser dividida em dois tipos: fototóxica e fotoalérgica: - Fototóxica: resulta da liberação de energia por agentes fotossensibilizantes e pode provocar danos em longo prazo na pele. Mais comum, pode ser observada minutos ou horas após o contato com o agente agressor associado aos raios solares (reações causadas pelo sumo do limão e sol). As reações são locais, ou seja, apenas na parte que foi exposta ao agente fotossensibilizante. Não há envolvimento imunológico nesse caso, e pode ocorrer com qualquer indivíduo. - Fotoalérgica: mais rara, ocorre quando uma substância química induzida pelos raios UV alteram moléculas da pele, transformando-as em novas substâncias. Isso provoca uma resposta do corpo, que ataca essas novas moléculas (diferentes) formadas. Demora mais tempo para poder ser observada, pois necessita de contato prévio com a substância para que ocorra essa sensibilização. As reações costumam aparecer entre um e três dias após o contato e não se limitam ao local atingido, podendo se espalhar para o resto do corpo.  

TIPOS DE REAÇÃO

  • Fototóxica. Resulta da liberação de energia por agentes fotossensibilizantes e pode provocar danos a longo prazo na pele. Mais comum, pode ser observada  minutos ou horas após o contato com o agente agressor associado aos raios solares (como exemplo temos as reações causadas pelo sumo do limão e sol). As reações são locais, ou seja, apenas na parte que foi exposta ao agente fotossensibilizante. Não há envolvimento imunológico nesse caso, e pode ocorrer com qualquer indivíduo.
  • Fotoalérgica. Mais rara, ocorre quando uma substância química induzida pelos raios UV alteram moléculas da pele, transformando-as em novas substâncias. Isso provoca uma resposta do corpo, que ataca essas novas  moléculas (diferentes) formadas. Demora mais tempo para poder ser observada pois precisa de um contato prévio com a substância para que ocorra essa sensibilização. As reações costumam aparecer entre um e três dias após o contato e não se limitam ao local atingido, podendo se espalhar para o resto do corpo.

 

 

Sintomas Sintomas

Quando os raios ultravioletas atingem a pele fotossensível, o mais comum é a ocorrência de algum tipo de dermatite (erupções cutâneas provocadas pela substância agressora). Prurido (coceira), machucados, vermelhidão e pequenas bolhas também podem surgir.

Tratamentos Tratamentos

O tratamento é feito por meio de medicamentos via oral ou de aplicação na pele, e sempre sob orientação médica. O mesmo vale para casos de doenças mais graves relacionadas à fotossensibilidade, como lúpus eritematoso sistêmico, por exemplo. O tratamento é mais específico e feito com medicamentos por via oral e tópico, devendo ser indicados pelo médico.  

Prevenção Prevenção

O mais indicado é a fotoproteção: usar roupas adequadas para se proteger do Sol e sempre aplicar filtro solar antes de sair ao ar livre. Evitar contato com substâncias fotossensibilizantes, como algumas plantas, perfumes e outros cosméticos, e antibióticos associados à exposição solar.

Outros problemas e doenças de pele

Dermatite Perioral

Dermatite Perioral

É uma doença que aparece na região da face, principalmente ao redor da boca e nariz, mas que pode evoluir para a área ao redor dos olhos, quando recebe a denominação de dermatite periocular.

Leia mais...
Queloide

Queloide

Queloide é um crescimento anormal de tecido cicatricial que se forma no local de um traumatismo, corte ou cirurgia de pele.

Leia mais...
Larva Migrans

Larva Migrans

É uma infecção que atinge tanto adultos quanto crianças pela característica menos espessa da pele nessa faixa etária.

Leia mais...
Albinismo

Albinismo

O albinismo oculocutâneo é uma desordem genética na qual ocorre um defeito na produção da melanina, pigmento que dá cor a pele, cabelo e olhos.

Leia mais...
Ectima

Ectima

É uma infecção piogênica, ou seja, produtora de pus, que acomete a pele de forma profunda, sendo habitualmente causada pela bactéria Streptococcus pyogenes e, eventualmente, pelo Staphylococcus aureus.

Leia mais...
   

Siga a SBD e fique atualizado.