SBD

Brasileiros

SBD

Estrangeiros

SBD

Centros Dermatológicos

SBD

Regionais

OU

Seja um associado

Conte com o apoio da segunda maior Sociedade de Dermatologia do mundo, tenha acesso a conteúdos exclusivos e um perfil profissional completo no site.

OR

Be an associate

Count on the support of the second largest Society of Dermatology in the world, have access to exclusive content and a complete professional profile on the site.


Fotossensibilidade

Fotossensibilidade

É uma reação incomum de sensibilidade extrema da pele quando exposta à luz do Sol ou a fontes luminosas artificiais, induzidas por substâncias químicas.

O que é? O que é?

Fotossensibilidade  é uma reação incomum de sensibilidade extrema da pele quando exposta à luz do Sol ou a fontes luminosas artificiais, induzidas por substâncias químicas. As reações podem se instalar em menos de 30 minutos ou até após dias, e podem deixar marcas e lesões nas áreas expostas à luz e nas áreas cobertas, nos casos mais severos, dificultando o diagnóstico, quando isto ocorre. Geralmente, ela pode ser dividida em dois tipos: fototóxica e fotoalérgica: - Fototóxica: resulta da liberação de energia por agentes fotossensibilizantes e pode provocar danos em longo prazo na pele. Mais comum, pode ser observada minutos ou horas após o contato com o agente agressor associado aos raios solares (reações causadas pelo sumo do limão e sol). As reações são locais, ou seja, apenas na parte que foi exposta ao agente fotossensibilizante. Não há envolvimento imunológico nesse caso, e pode ocorrer com qualquer indivíduo. - Fotoalérgica: mais rara, ocorre quando uma substância química induzida pelos raios UV alteram moléculas da pele, transformando-as em novas substâncias. Isso provoca uma resposta do corpo, que ataca essas novas moléculas (diferentes) formadas. Demora mais tempo para poder ser observada, pois necessita de contato prévio com a substância para que ocorra essa sensibilização. As reações costumam aparecer entre um e três dias após o contato e não se limitam ao local atingido, podendo se espalhar para o resto do corpo.  

TIPOS DE REAÇÃO

  • Fototóxica. Resulta da liberação de energia por agentes fotossensibilizantes e pode provocar danos a longo prazo na pele. Mais comum, pode ser observada  minutos ou horas após o contato com o agente agressor associado aos raios solares (como exemplo temos as reações causadas pelo sumo do limão e sol). As reações são locais, ou seja, apenas na parte que foi exposta ao agente fotossensibilizante. Não há envolvimento imunológico nesse caso, e pode ocorrer com qualquer indivíduo.
  • Fotoalérgica. Mais rara, ocorre quando uma substância química induzida pelos raios UV alteram moléculas da pele, transformando-as em novas substâncias. Isso provoca uma resposta do corpo, que ataca essas novas  moléculas (diferentes) formadas. Demora mais tempo para poder ser observada pois precisa de um contato prévio com a substância para que ocorra essa sensibilização. As reações costumam aparecer entre um e três dias após o contato e não se limitam ao local atingido, podendo se espalhar para o resto do corpo.

 

 

Sintomas Sintomas

Quando os raios ultravioletas atingem a pele fotossensível, o mais comum é a ocorrência de algum tipo de dermatite (erupções cutâneas provocadas pela substância agressora). Prurido (coceira), machucados, vermelhidão e pequenas bolhas também podem surgir.

Tratamentos Tratamentos

O tratamento é feito por meio de medicamentos via oral ou de aplicação na pele, e sempre sob orientação médica. O mesmo vale para casos de doenças mais graves relacionadas à fotossensibilidade, como lúpus eritematoso sistêmico, por exemplo. O tratamento é mais específico e feito com medicamentos por via oral e tópico, devendo ser indicados pelo médico.  

Prevenção Prevenção

O mais indicado é a fotoproteção: usar roupas adequadas para se proteger do Sol e sempre aplicar filtro solar antes de sair ao ar livre. Evitar contato com substâncias fotossensibilizantes, como algumas plantas, perfumes e outros cosméticos, e antibióticos associados à exposição solar.

Outros problemas e doenças de pele

Hidrocistoma

Hidrocistoma

Hidrocistomas são pequenos tumores benignos oriundos das glândulas sudoríparas. Localizam-se nas pálpebras, ao redor dos olhos, e costumam ser pequenos.

Leia mais...
Hidradenite Supurativa

Hidradenite Supurativa

A hidradenite supurativa é uma doença de pele crônica inflamatória, mais frequente em mulheres, e após a puberdade, que acomete preferencialmente algumas áreas da pele como as axilas, a região das mamas, a virilha, a região genital e a região glútea.

Leia mais...
Molusco

Molusco

São pequenas pápulas da cor da pele, com umbilicação central (depressão patológica em formato similar ao do umbigo) muitas vezes confundida com verrugas vulgares.

Leia mais...
Neurofibromatose

Neurofibromatose

Conhecida como doença de von Recklinghausen, é um conjunto de doenças genéticas que afetam, mais notadamente, a pele e o sistema neurológico.

Leia mais...
Micose

Micose

Micoses são infecções causadas por fungos que atingem a pele, as unhas e os cabelos.

Leia mais...
   

Siga a SBD e fique atualizado.