SBD

Brasileiros

SBD

Estrangeiros

SBD

Centros Dermatológicos

SBD

Regionais

OU

Seja um associado

Conte com o apoio da segunda maior Sociedade de Dermatologia do mundo, tenha acesso a conteúdos exclusivos e um perfil profissional completo no site.

OR

Be an associate

Count on the support of the second largest Society of Dermatology in the world, have access to exclusive content and a complete professional profile on the site.


Fibroqueratoma Digital Adquirido

Fibroqueratoma Digital Adquirido

É uma lesão única, que surge na vida adulta e se localiza, preferencialmente, no dorso dos dedos como uma excrescência alongada, verticalizada, de base estreita e consistência endurecida.

O que é? O que é?

O fibroqueratoma digital adquirido geralmente é uma lesão única, que surge na vida adulta e se localiza, preferencialmente, no dorso dos dedos como uma excrescência alongada, verticalizada, de base estreita e consistência endurecida. O fibroqueratoma também é denominado fibroma duro em contraposição aos fibromas moles ou pólipos fibroepiteliais. Ambos são forrados pelo epitélio de revestimento,  a epiderme, mais fina nos fibromas moles e mais espessa nos fibromas duros. O centro é feito de derme, a camada da pele subjacente à epiderme, mas nos fibromas, tanto moles quanto duros, está desprovida de pelos e glândulas de suor. A derme é um tecido fibroso formado por fibras colágenas que circundam vasos. Ela pode ser frouxa na porção mais alta ou formar feixes espessos na porção inferior. Esse tecido, na pele normal, é o responsável pela grande resistência que a pele tem ao ser tracionada, já que os feixes de fibras colágenas são entrelaçados e correm em  várias direções de forma paralela à superfície. O fibroma mole tem o centro feito de derme frouxa, daí a sua consistência macia. Já o fibroqueratoma digital adquirido é feito de feixes espessos e verticalizados, o que originou o termo fibroma duro. O fibroqueratoma digital adquirido pode ser confundido clinicamente com um dedo supranumerário. Nesse, além de presente ao nascimento, encontram-se numerosos filetes de nervos, o que o distingue histologicamente do fibroqueratoma. Existem, ainda, os fibromas periungueais, normalmente múltiplos e ricamente vascularizados.  

 
       

Sintomas Sintomas

Não há sintomas, embora a lesão possa ser traumatizada com frequência e, por isso, inflamar.

Tratamentos Tratamentos

O tratamento é cirúrgico, bastando a excisão por “shaving” para remoção.

Outros problemas e doenças de pele

Ceratose

Ceratose

É uma alteração da camada mais superficial da pele (camada córnea), com hipertrofia e aspecto escamoso ou verrucoso, sendo que o número de lesões pode ser variado.

Leia mais...
Pênfigo

Pênfigo

Os pênfigos são doenças relativamente raras caracterizados pela formação de bolhas na pele e, às vezes, também nas mucosas (como boca, garganta, olhos, nariz e região genital de homens e mulheres).

Leia mais...
Tinea (Impinge)

Tinea (Impinge)

Impinge é o termo popular para descrever as infecções superficiais da pele causadas por fungos dermatófitos, que se alimentam da queratina da pele.

Leia mais...
Rosácea

Rosácea

É uma doença vascular inflamatória crônica, com remissões e exarcebações, também chamada erroneamente de “acne rosácea”, pois a acne é uma doença da glândula sebácea

Leia mais...
Psoríase

Psoríase

Doença da pele relativamente comum, crônica e não contagiosa. É cíclica, ou seja, apresenta sintomas que desaparecem e reaparecem periodicamente.

Leia mais...
   

Siga a SBD e fique atualizado.