Campanha contra Hanseníase

Atualmente, o Brasil ocupa o segundo lugar no ranking mundial de incidência da hanseníase, com mais de 30 mil novos casos diagnosticados anualmente. Cerca de 6% deles acometem crianças e adolescentes, somando aproximadamente 2 mil pacientes. Destes, 7% (140, em média) são diagnosticados com alguma sequela relacionada à doença. O país está entre os piores no ranking mundial da hanseníase, ficando atrás apenas da Índia.

Ciente do papel da dermatologia na conscientização e erradicação da doença, que tem cura e tratamento gratuito,  a SBD promove, desde 2012, campanhas de informação sobre a hanseníase. No mês de janeiro, médicos dermatologistas da SBD de todo o Brasil prestam atendimento gratuito e orientam quanto à prevenção da doença. Nos casos confirmados, os pacientes recebem medicamentos e tratamento continuado nos Serviços Credenciados da SBD.

Para aumentar a visibilidade nacional da doença, e de seus pacientes, foi instituído, por meio da Lei Federal 12.135 de 2009, o Dia Nacional de Combate e Prevenção da Hanseníase. A data é celebrada sempre no último domingo de janeiro e reforça o compromisso em controlar a doença, promover o diagnóstico e o tratamento corretos, além de difundir informações e desfazer o preconceitos.

Leia mais sobre a doença